Paulo Colaço encabeça lista alternativa ao Conselho de Jurisdição

“Entendo que o CNJ é um órgão imparcial e que assim se deve manter. Não quero comprometer a imagem de equidistância que sempre tive”, afirmou Paulo Colaço, justificando a apresentação de uma lista independente, em declarações à Lusa.

Artigo completo